O Sonho O Sonho

É desenvolver uma Causa Social Nacional, inédita que quer despertar a sociedade portuguesa para uma atitude urgente de cidadania participativa cooperativa, apoiando-se apenas na própria sociedade civil, criar uma nova participação partilhada por todos, para uma sociedade mais justa, digna, sutentável, acima de tudo, mais fraterna e humana.

Tendo por base os valores do humanismo, vamos afincadamente trabalhar pela sociedade, para a criação de emprego, dignidade dos idosos, que olhe e actue com verdade, em detrimento da dignidade dos cidadãos activos, através da implementação de diferentes inici tivas, todas elas promotoras de empregabilidade à escala nacional. Somos assim, uma cooperativa de solidariedade social, sem fins lucrativos, para o benefício comum, nascida da e para a socdade civil, que em cooperação livre e solidária, apresenta soluções concre tas para combater

O Sonho A Causa

O Banco de Partilha Social, olhando a dramática conjuntura social em Portugal, está a desenvolver toda uma causa que tem por base o valor da cidadania participativa. Apoiando-se unicamente na sociedade civil, de pessoas para pessoas em cooperação, quer-se através de uma inédita Causa Social Nacional, cooperar para o bem de todos e trabalhar para a resolução de dramas sociais como o são o desemprego jovem e o abandono/isolamento/solidão de milhares de cidadãos idosos.

O Banco de Partilha Social, enquanto Cooperativa de Solidariedade Social – Sem Fins Lucrativos para benefício comum, é a concretização do sonho da Cidadania Participativa transformadora. As bases estão a ser estruturadas para, a partir da sociedade civil, se concretizar um feito social único e inédito, rumo à dignidade generalizada.Uma Causa Social Nacional inédita, capaz de criar, de norte a sul, milhares de novos postos de trabalho em diferentes iniciativas sociais, em suma, um olhar humano e solidário que se quer materializar em partilha.

Este é o tempo de despertar no coração humano uma irreprimível exigência de dignidade colectiva, pois a essência da desumanidade acontece na indiferença e quanto mais indiferentes e desunidos continuarmos a ser, mais e maiores serão as dificuldades presentes e futuras. Somos gente digna de ser gente, quando nos colocamos no lugar do outro, no lugar outro meu semelhante que sofre. Partilhar é a mais pura essência da humanidade e é pela partilha que vamos. Este é o tempo da cidadania participativa para dar um novo rumo à nossa história.

“Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”

Declaração dos Direitos Humanos


O Sonho A Equipa

Membro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipaMembro da equipa

Idosos

Recebem Apoio Social Permanente dos Anjos da Guarda Sociais.

 

Agricultor Social

Emprego na área da Produção Agrícola Biológica e Produção Animal Sustentável.

 

Horta de Partilha

É a base onde tude se une.
Espaço onde o agricultor social trabalha em produção biológica, com a máxima eficiência e aproveitamento dos recursos locais e das energias renováveis.
As Hortas Natura são autênticos jardins hortícolas, que convidam e promovem junto dos cidadãos um novo paradigma da sustentabilidade ambiental e saúde alimentar.

 

Anjos da Guarda Social

Emprego na área do apoio social, onde dois jovens, com o apoio de uma viatura de serviço, prestam um serviço de acompanhamento social permanente a pequenos grupos de idosos.