O Banco de Partilha Social, enquanto Cooperativa de Solidariedade Social – Sem Fins Lucrativos para benefício comum, é a concretização do sonho da cidadania participativa transformadora. As bases estão a ser estruturadas para, a partir da sociedade civil, se concretizar um feito social único e inédito, rumo à dignidade generalizada.

Uma Causa Social Nacional inédita, capaz de criar, de norte a sul, milhares de novos postos de trabalho em diferentes iniciativas sociais, em suma, um olhar humano e solidário que se quer materializar em partilha.

Este é o tempo de despertar no coração humano uma irreprimível exigência de dignidade colectiva, pois a essência da desumanidade acontece na indiferença e quanto mais indiferentes e desunidos continuarmos a ser, mais e maiores serão as dificuldades presentes e futuras. Somos gente digna de ser gente, quando nos colocamos no lugar do outro, no lugar do outro meu semelhante que sofre.


Partilhar é a mais pura essência da humanidade e é pela partilha que vamos.
Este é o tempo da cidadania participativa para dar um novo rumo à nossa história.


“Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”


- Declaração dos Direitos Humanos

Sabemos que o desânimo está instalado, sabemos que é difícil acreditar, seja no que for, mas quando temos pela frente severas e dramáticas situações desumanas, quando temos pela frente milhares de jovens desempregados, quando os nossos filhos, são estes milhares, será que somos gente decente e humana, quando desistimos de procurar caminhos, quando desistimos de idealizar, sonhar, acreditar...


“Pelo sonho é que vamos
Pelo sonho é que vamos,
Comovidos e mudos.


Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
Pelo sonho é que vamos.


Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
Com a mesma alegria,
Ao que desconhecemos
E ao que é do dia a dia.


Chegamos? Não chegamos?
- Partimos. Vamos. Somos.”

- Sebastião da Gama


Partimos, vamos, somos e tudo faremos para em cidadania participativa sermos uma Causa Social Nacional inovadora, dinâmica, humana, fraterna, orgulhosa e inédita na forma de participação cívica, para mudar radicalmente o dia-a-dia de milhares de cidadãs e cidadãos, através do gesto mais simples e humano que existe, partilhar.

Partilhar é fazer história social...

  • Para combater a solidão, o isolamento e o abandono na população idosa.
  • Para criar milhares de novos postos de trabalho para os nossos jovens.
  • Para ver crescer uma inovadora rede nacional de "Anjos da Guarda Sociais" que vão cuidar/acompanhar milhares de idosos em todo o país, criando milhares de novos postos de trabalho, especialmente dirigidos aos nossos jovens, nossos filhos.
  • Para ver nascer de norte a sul uma eficiente e sustentável rede de pequenas hortas de Agricultura Social de Partilha, que vão dar lugar à criação de novos postos de trabalho, como "Agricultores Sociais" especialmente dirigidos aos cidadãos em que o factor idade, ou baixas qualificações, dificultam encontrar trabalho.

A revolução da cidadania é Partilhar 20€ e receber 20 Malmequeres...

  • Idealizamos uma autêntica revolução da partilha, a revolução da cidadania praticada, que olha e actua para restaurar a dignidade de milhares de portugueses que se encontram numa situação de desespero pelo desemprego e que, não podemos continuar a ignorar.
  • A revolução dos Malmequeres, é uma mensagem de cidadania participativa muito simples de qualquer pessoa entender:

1º Passo | Abrir conta no Banco de Partilha Social e partilhar 20€ por ano.
2º Passo | Acompanhar todo o desenvolvimento da Causa Social Nacional.
3º Passo | Usar/Aplicar os Malmequeres acumulados.

em síntese...

Ao abrir conta no Banco de Partilha Social, os 20 euros anualmente partilhados, são automaticamente convertidos em 20 "Malmequeres".
Os "Malmequeres" são a moeda social do Banco de Partilha Social.
1 "Malmequer" é igual a 1 Euro.
Os "Malmequeres" acumulados são sempre do próprio, cada um decide o que faz com o seu saldo acumulado em "Malmequeres".
Cada um terá a liberdade de gastar os seus "Malmequeres" acumulados como entender, seja em benefício próprio, como por exemplo, na compra de cabazes de produtos hortícolas, tal como os poderá aplicar em benefício de um projecto social que queira abraçar.

É chegado o tempo de sermos um colectivo de cidadania participativa que faça de nós todos os protagonistas do bem comum.

"Como tudo é possível, ousemos fazer rumo ao impossível."

- Agostinho da Silva

somoscidadania.pt é o desafio que o Banco de Partilha Social faz a todas e a todos os portugueses, por igual, para nos unirmos em torno de uma Causa Social Nacional inédita, que pretende a partir da cidadania participativa, ser uma iniciativa histórica, sem precedentes, que nos orgulhe por criar impacto social, por criar emprego, por combater a solidão e o isolamento dos idosos, por dar valorização à terra produtiva abandonada, que nos orgulhe porque todos somoscidadania. A partir do próximo dia 1 de Fevereiro, em somoscidadania.pt todos juntos somoscidadania.


É pelo sonho conjunto que vamos e seremos.


"Começa um rio numa gota de água.
O sonho é que avoluma o corpo da nascente."

- Miguel Torga

 

Formulário de Pré-Abertura de Conta - Os campos com * são obrigatórios.